De atenção ao seu interior a sua intuição 10 dicas…

Descubra como praticar o auto-conhecimento com algumas atitudes simples no dia a dia. Hoje vou apostar neste tópico, porque acho de extrema importância e a maioria das pessoas nem se dá conta, outros não acreditam, outras pessoas acham que são manias…

Pois eu acredito muito na minha intuição feminina, talvez devido a minha natureza de uma extrema sensibilidade a minha intuição é bastante apurada, mas não pensem que eu não erro muitas das vezes sinto o meu interior a gritar, “Não Vás” Não Faças” e eu ignoro e claro dou-me sempre mal no final.

Espero que gostem do artigo retirei da Net 10 dicas que todos devíamos ler, Boa Leitura. 

Quem nunca fez uma lista enorme de prós e contras antes de uma decisão importante e, depois de muito pensar, ficou ali remoendo, ansiosa, como se estivesse diante de um quebra-cabeças impossível de montar? Pois a peça que falta é a intuição. Quando ignoramos o que nosso coração diz, é como se não confiássemos em nós mesmas.

Se gostou do artigo compartilhe nas redes sociais e convido a fazer parte da minha Comunidade das Blogueiras, Obrigado

Nós vivemos em uma sociedade em que a razão é tão valorizada que, aos poucos, vamos calando nossa voz interior. Ficamos tão acostumadas a racionalizar tudo, que às vezes levamos demais em conta ideias externas, e ignoramos nosso auto-conhecimento na hora de fazer uma escolha. Quer tomar decisões mais verdadeiras? Antes de mais nada, precisamos reconhecer que a intuição é parte da nossa inteligência. Por isso, fizemos uma lista com 10 maneiras de escutar sua intuição na hora de tomar decisões:

Leia Também:

5 passos para sair da Zona Conforto Dicas da Blogueira Portuguesa

Significado de Mindset e como aplicar na sua Lifestyle

Esperança sua importância na vida das pessoas

1. Pergunte-se “Como eu me sinto com essa decisão”?

Observe o primeiro sentimento, sensação, palavra ou imagem que surgir para você. Converse com você olhando no espelho e note suas expressões faciais – elas estão directamente ligadas às nossas emoções. Você está feliz, ansiosa, com medo? Siga sua intuição.

2. Será que é ansiedade ou intuição?

Existe uma grande diferença entre ansiedade e intuição. A ansiedade é pesada, negativa, vaga. Geralmente faz com que você se sinta sobrecarregada, frustrada, e parece que nunca saímos do lugar. A intuição, no entanto, é clara, calma, inspirada e traz aquela sensação de que está tudo certo. Geralmente a gente se sente bem e relaxada, porque simplesmente faz sentido.

3. Simule soluções na sua mente:

Feche os olhos e pense nas consequências de cada alternativa diante de você. Visualize cada caminho em sua mente, como se estivesse realmente vivendo aquilo. Quando fizer isso, preste atenção em como você se sente em cada situação. Qual parece mais natural e leve? Escute o seu coração.

4. Não ceda à pressão:

Não se deixe influenciar pela pressão. Quando nos cobramos demais para decidir logo, inibimos o fluxo da intuição. É claro que a intuição pode funcionar em situações extremas, mas se é possível ir devagar e dar tempo para seu coração falar, então faça isso. Muita pressão só vai resultar em ansiedade e pensamentos negativos, o que só vai atrapalhar a sua intuição.

5. O quanto essa decisão vai mudar sua vida?

É impressionante como desperdiçamos energia tentando tomar decisões sem sentido, nos preocupando com coisas pequenas. A dica aqui é se perguntar o quanto essa decisão vai mudar sua vida. Se for algo pequeno, deixe para lá. Se é algo importante, tente se informar das possibilidades, use seu auto-conhecimento e siga seu coração.

6. Segunda opinião:

Rolou aquela intuição, mas sua mente está questionando se aquilo realmente está certo: Será que isso é mesmo para mim? Será que eu sou boa o suficiente? Na prática, não há nada de errado em analisar suas intuições, mas em vez de apenas imaginar por que ela está errada, tente se perguntar por que aquilo pode estar certo. Afinal, somos munidas de inteligência intuitiva.

7. Se conselho fosse bom…:

Conselhos costumam se basear na sabedoria e nas experiências de quem te dá o conselho, e é claro que é importante escutar outras pessoas. Mas você se conhece melhor do que qualquer um. Será que a experiência do outro realmente serve para você? Será que os traumas e medos dela não estão influenciando sua decisão? Ouça conselhos, mas na hora de decidir, sua intuição vem em primeiro lugar.

8. Agradar a todos:

Infelizmente, não dá para agradar todo mundo. O problema é que muitas vezes, para fazer os outros felizes, nós nos sacrificamos, seja fazendo algo que não queremos, tomando uma decisão pensando nos outros ou dizendo sim quando nossa intuição está gritando não. Quando fazemos isso, criamos um muro de ressentimento, que machuca não só a nós mesmas, mas também a pessoa que queremos agradar.

9. Não faz sentido:

“Essa escolha parece ser muito certa, mas vai contra o que eu sempre acreditei, então não deve ser verdade”. “Não sei de onde veio essa ideia, então não faz sentido”. Sabe quando você se sente bem com a decisão, mas ela não faz sentido? Quando você decide largar um trabalho que te dá boas oportunidades, mudar de ideia sobre algo pelo que você lutou por tanto tempo? Mas ainda assim, pensar nisso te dá aquela sensação boa? Isso é a intuição, minha amiga.

10. A intuição aparece de diversas maneiras:

Pode ser algo que que chama a sua atenção, uma memória recorrente, uma pessoa que parece interessante ou até um sonho. Não importa como aparece, mas é algo que te dá paz e parece certo. O importante é estar atenta quando nossa intuição tenta se comunicar.

Como aumentar visitas no seu blog

Tendências para este verão romantico retro e boho

Dica Rápida saiba quais os pins mais vistos no seu Pinterest

Não se esqueça de fazer pin:

post De atençao a sua INTUIÇÃO

ASSINATURA TUDO NOVO

Advertisements

Deixar uma resposta