As mulheres Portuguesas e a paixão por sapatos 5 dicas da Blogueira Portuguesa

Eu confesso sou apaixonada por sapatos, entre uma montra de roupa ou uma montra de calçado fico na montra de calçado sem pensar duas vezes, isto porque para mim a moda e montar um look ou uma produção a mim o que me interessa mais são os pormenores ex: um vestido preto básico clássico mas que pode levar a uma festa o vestido é só uma peça o que vai definir o look são os sapatos de seguida os acessórios o penteado de cabelo e a maquilhagem assim é que se monta um look os pormenores é que fazem a diferença mas para quem me acompanha sabe que é desta que eu monto os meus looks…

5 dicas sobre a relação das mulheres com os sapatos, espero que gostem

Leia Também:

Todas as Tendências Calçado Feminino 2019

Minha Hish List 2018/2019 botas veludo Blogueira Portuguesa

Bota Cuissard Look atrevido invista em si veja como…

Quando eu vejo numa montra um par de scarpins de Louboutin, ou outros modelos de sapatos que me agrada eu fico vidrada até cresce um frio na barriga ou um arrepio por todo o corpo. A paixão feminina por sapatos vai muito além do consumismo e é uma relação de afecto com base em dados históricos e comportamentais.

Se gostou deste artigo faça uma pequena doação compartilhe nas redes sociais assim ajuda o fashion chique a crescer, Obrigado

Ao passar por uma vitrine é impossível conter o olhar para não vislumbrar com uma exposição de sapatos. A paixão feminina vai muito além do consumismo, porque este item além de valorizar o visual feminino, são responsáveis pela sensação de empolamento e autoestima elevada. Por isso, que esta questão embalsa dados históricos e comportamentais.

Ainda não há evidências científicas mas, alguns estudos comprovam por que as mulheres são tão obcecadas por sapatos.

 

Calçar 40 já foi motivo de muita vergonha pra mim — não vou mentir que as vezes ainda é. Não gosto de comprar sapatos, odeio ganhar sapatos (nunca, eu repito NUNCA, na vida, alguém me deu um sapato do

Paixão da cabeça aos pés:

Este amor vem de longe e teve início no século XVIII, quando a rainha francesa Maria Antoinette já exibia uma colecção invejável de pares e modelos. Mesmo assim, por aqui eles só ganharam importância com a chegada da corte de Dom João VI, em 1808.
Inspirado nas tendências, este item feminino indispensável passou a ganhar tipos, cores e texturas para todos os gostos e bolsos, incentivando ainda mais às mulheres ao consumo.
Está comprovado que as mulheres preferem investir mais em sapatos a roupas. De acordo com o estilo, eles representam uma diferente personalidade feminina e tem muito a ver com o espírito do momento.

Shopping Red Shoes Harper's Bazaar March 1950 Fashion Photography

Por que amamos tanto os sapatos?

Para muitas mulheres o sapato passa a ser um componente tão ou mais importante que a própria roupa. Um par de saltos, por exemplo, tem a capacidade psicológica e simbólica do poder, elegância e sensualidade.
Um estudo realizado pela agência Giacometti Comunicação revela que existe um processo emocional comum entre as mulheres e o consumo: primeiro é o hábito aspiracional (quando se deseja comprar), o segundo é chamado de drivers (sensação de prazer durante o ato da compra) e o terceiro é o hábito do próprio uso diário. Todo esse processo constitui a paixão por compras, inclusive a de sapatos.
Para o neurocientista indiano Vilayanur Ramachandran, director do Centro do Cérebro e da Cognição da Universidade da Califórnia e autor do livro Fantasmas do Cérebro, a explicação pode estar na proximidade entre os circuitos neurais que são relacionados à nossa imagem corporal.

Photo by Karen Radkai    Harper's Bazaar - March 1950

Comportamento afectivo x sapatos:

É bem provável que alguns modelos de sapatos valorizam os pés e a postura feminina, além disso, acabam por estimular a sensualidade e aumentam a autoestima da mulher. Por isso, no imaginário social, os sapatos tem uma forte relação com a sedução. Ao calçar um sapato de salto mais alto, você tem a sensação de empolamento, esta questão também desperta a atenção dos homens,que são atraídos pelo aspecto físico. (algumas pesquisas calculam que aproximadamente 30% da população masculina mundial sente fascínio por sapatos femininos).
Estudos psicológicos revelam que o ato de beijar os pés representa veneração. Era um hábito muito comum na antiguidade e está presente nas parábolas bíblicas, o que mostra que essa parte do corpo tinha grande importância e respeito. Sendo assim, as mulheres correm em busca de um sapato com o desejo de ficar mais atraente e de ser reverenciada, e não devido à funcionalidade do objeto. O alto consumismo também tem gera alta no mercado, pesquisas estimam que as mulheres adquirem no mínimo, um novo sapato por mês.

Começe o dia com este   #estilo #lookdodia #eunamoda #moda #loucaporsapatos #sapatofemininos
Saltos deixam qualquer mulher muito mais sexy:

O salto alto surgiu na corte francesa do século XVII e foi Luís XIV quem ‘encomendou’ o primeiro par de sapatos altos. A história conta que o monarca tinha 1,60m de altura e queria aumentar sua estatura para impor mais austeridade. Ficou tão célebre que o tipo de salto foi baptizado com o seu nome e, mais tarde, começou a ser usado pelas mulheres da corte.
Até o final do século XVIII os sapatos de salto alto eram usados pela nobreza. Porém, com a revolução francesa, o uso dos saltos foi praticamente proibido como forma de banir a aristocracia. Durante este período, somente as prostitutas dos ricos bordéis franceses usavam este item e devido a isso, eram as mais solicitadas. Mas, a partir doo século XIX, os Estados Unidos começaram a fabricar os sapatos de salto.
De fato, quando uma mulher está de salto, sua postura corporal fica diferente (e atraente!). Reparem que a silhueta fica ligeiramente inclinada para frente, empinando o bumbum e acentuando os seios, ou seja, logo as partes do corpo feminino que possuem uma forte estimulação erótica.

Costumes antigos marcaram a relação das mulheres com os sapatos:

Os povos antigos também possuem suas histórias de amor e obsessão das mulheres com seus sapatos. Os costumes explicam a importância do sapato na vida delas e a forma como eram usados revelam hierarquia, beleza e intenções secretas. Confira:
Passos elegantes: há 1200 anos, na China, as sapatilhas chinesas eram usadas pelas mulheres desde a infância. Seu tamanho era de oito centímetros e levava os pés a atrofiarem, forçando um caminhar curto e lento.
Siga-me: na Grécia Antiga, as cortesãs usavam sandálias com pequenas tachas presas às solas. Estas marcavam o solo como sugestão para serem seguidas.
Sou rica: no Egipto, somente as mulheres de classe alta usavam sapatos. E eles eram feitos com pedrarias e bordados em ouro.
Anti-fuga: no século XV, só mulher rica e bem sucedida em Veneza usava salto alto. Além de ser um símbolo de status económico e social, a história explica que o salto foi projectado pelos maridos como forma de dificultar o deslocamento delas e ter maior controle.

Se gostou da imagem faça pin:

obsecada por sapatos

assinatura Alexandra Melo

Advertisements

Deixar uma resposta